Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

É indiscutível que um dimensionamento correto de uma instalação elétrica é essencial para o bom funcionamento do sistema, porém, basta que apenas um dos seus componentes esteja fora do padrão para que ocorram problemas que podem causar danos à instalação, aos equipamentos e às pessoas.


Os cabos em uma instalação são responsáveis por conduzir a corrente elétrica para as cargas instaladas, tais como: lâmpadas, chuveiros, e quaisquer equipamentos elétricos e eletrônicos que são conectados na tomada.

Marca utilizada recentemente em uma reforma.


No mercado há vários fabricantes de cabos, porém, para garantir a compra de um material de qualidade, há alguns cuidados que não podem passar despercebidos: selos de certificação de qualidade, produtos que atendem as normas técnicas vigentes, contratação de profissionais qualificados, análise física do condutor e sua isolação.


Uma marca pode ser considerada confiável, quando possui o selo de aprovação do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e mais do que isso, seguem as atuais normas técnicas nacionais e/ou internacionais, as quais preestabelecem parâmetros baseados em estudos científicos e tecnológicos e rígidos ensaios em laboratório.

A marca do Inmetro é registrada junto ao INPI sob os números 821105124 e 911093052, especificada para serviços de regulamentação metrológica, avaliação da conformidade, verificação e fiscalização de instrumentos de medição e mercadorias pré-embaladas, manutenção e disseminação dos padrões das unidades de medida e pesquisa científica. 


Evitar a compra de cabos de origem duvidosa e falsificações é uma medida de prevenção muito sábia, por isso, é de grande importância que um profissional com conhecimento técnico de sua confiança seja consultado para saber qual a marca que possui o melhor custo benefício, ou seja, que proporcionará uma instalação com o menor custo possível, contudo, mantendo a segurança que todas as instalações devem ter.


Está disponível no mercado um padrão de espessura para os fios condutores de cobre, por exemplo, 1,5 mm²; 2,5 mm²; 4 mm²; 6 mm²… Visto que se trata de padronização, são definidos esses valores nominais para os condutores, portanto, a espessura da isolação é somada a ela, resultando em um cabo com diâmetro externo maior que o valor nominal do fio de cobre.


É comum em cabos falsificados, o uso de uma quantidade maior de material isolante para compensar a deficiência na quantidade de condutor de cobre, e nem sempre a presença do símbolo do INMETRO garante que o material foi devidamente testado por esta autarquia, o que torna necessária a análise de um profissional da área elétrica para verificação do material antes da compra, uma vez que para pessoas com conhecimento técnico insuficiente, o cabo aparenta estar em conformidade com os requisitos exigidos pela norma.


Toda falsificação é crime, e causa sérios prejuízos aos clientes, como consumo desnecessário de energia perdida ao longo do cabo, o desarme frequente de dispositivos de proteção e risco iminente de incêndio.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat